| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Informando na Educação
Desde: 09/11/2005      Publicadas: 26      Atualização: 03/05/2006

Capa |  Educação  |  Generalidades


 Educação
  03/05/2006
  0 comentário(s)


Mova: um Brasil sem analfabetismo
O título do projeto já é bastante sugestivo. Faz pensar em movimento, em mudança, é um apelo imperativo para que alguém ou algo (no caso, o Brasil) saia da inércia. O mais interessante é que Mova é, de fato, a sigla de um movimento, o Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos, um programa criado pelo educador Paulo Freire, em 1989, quando esteve à frente da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo.
Mova: um Brasil sem analfabetismoO título do projeto já é bastante sugestivo. Faz pensar em movimento, em mudança, é um apelo imperativo para que alguém ou algo (no caso, o Brasil) saia da inércia. O mais interessante é que Mova é, de fato, a sigla de um movimento, o Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos, um programa criado pelo educador Paulo Freire, em 1989, quando esteve à frente da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo. A proposta do Mova-Brasil, apresentada no Fórum Mundial de Educação de Nova Iguaçu, num seminário sobre a Educação de Jovens e Adultos na América Latina, é abertamente inspirada nas idéias de Paulo Freire e também tem os mesmos objetivos do projeto original: reunir esforços do governo, da sociedade civil organizada (ONGs, sindicatos, associação de moradores etc.) e entidades privadas, para combater o analfabetismo, entre jovens e adultos. Para isso, utiliza um método específico, adaptado às necessidades e aos interesses dos alunos e voltado, não só para a aquisição do domínio da leitura e da escrita, mas, também, para a formação de cidadãos ativos e participativos. Para os expositores do seminário, o Mova-Brasil é, ainda, o exemplo de uma alternativa viável e bem sucedida de combate ao analfabetismo. Acreditam que a parceria entre o poder público e a sociedade civil é o caminho para superar as dificuldades e carências da educação pública, nos países da América Latina e Caribe. O Mova-Brasil teve início em 2003, a partir de uma parceria entre a Petrobras - por intermédio do "Programa Petrobras Fome Zero" -, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e o Instituto Paulo Freire, que dá consultoria na formação de orientadores e de monitores. "Trata-se de uma experiência inédita, pela primeira vez, criamos uma parceria entre uma empresa estatal, os sindicatos e a sociedade", definiu Mara Luz, da Federação Única dos Petroleiros. Ela explicou, ainda, que o objetivo é eliminar o analfabetismo nas áreas que ficam no entorno dos sindicatos de petroleiros (Sindipetros) ligados às unidades de atuação da Petrobras. A estratégia para a implantação do projeto é agir por etapas. Num primeiro momento, é feita uma pesquisa do entorno, onde se levantam as principais demandas da população. "Na maior parte dos lugares, as pessoas querem ser alfabetizadas", contou Mara Luz. O passo seguinte é, a partir de uma articulação com associação de moradores, formar monitores locais e, então, reunir os inscritos nas salas de aula. As salas do MOVA estão instaladas em locais onde existem poucas escolas e grande demanda por educação básica e, geralmente, as aulas são dadas em associações comunitárias, igrejas, creches, empresas, enfim, lugares em que há espaço e necessidade. Segundo dados fornecidos pelos realizadores do Mova-Brasil, o projeto foi organizado em três fases: na primeira (de janeiro a outubro de 2004), ele foi implantado em 166 municípios dos estados da Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e São Paulo, nos quais obteve um total de 12.167 inscritos, sendo 545 turmas e 10.038 alunos formados. A segunda fase (de novembro de 2004 a julho de 2005) envolveu os cinco estados que participaram anteriormente e incluiu o estado de Sergipe, fazendo um total de 14.440 inscritos. Já na terceira fase, ainda com dados parciais, o Mova-Brasil inovou, impantando o programa de alfabetização de jovens e adultos em 90 presídios do estado de São Paulo. Como próxima ação para este ano, os responsáveis pelo projeto anunciaram uma parceria com a Associação de Catadores de Produtos Reciclados. Os números do projeto e o entusiasmo de seus representantes foram reforçados pela apresentação de um vídeo que dá voz aos que passaram ou passam pelo método. Na maioria deles, a alfabetização significou um renascimento, mas também despertou o desejo de continuar os estudos. Para os realizadores, para além das letras e dos números, o Mova-Brasil tem como finalidade "contribuir para promover a dignidade humana de milhares de brasileiros e garantir aos indivíduos e às comunidades a oportunidade de reconstruírem seus destinos e de conquistarem o direito à cidadania plena e participativa". De acordo com dados da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, do MEC, também representada na mesa pelo secretário Ricardo Henriques, existem, hoje, no Brasil, cerca de 3 milhões de jovens e adultos analfabetos absolutos, ou seja, aqueles que não sabem sequer assinar o próprio nome, e 75% da população carcerária são analfabetos.


  Mais notícias da seção Informando no caderno Educação
03/05/2006 - Informando - A ÚNICA ESCOLA A BAIXO DE ZERO
A Escuela Provincial 38 Presidente Julio Roca, na base antártica Esperanza, da Argentina, é o único instituto de ensino do continente branco e realiza uma importante missão: educar um pequeno grupo de crianças destinadas a testemunhar um inverno antártico, a mais de mil quilômetros ao sul da Terra do Fogo....
03/05/2006 - Informando - Mudanças na Educação.
A Educação à distância não cria a separação entre o aluno e o professor. ...
03/05/2006 - Informando - O verdadeiro significado de uma rede
As redes estão por toda parte, podem estar muito mais perto do que você imagina... ...
30/11/2005 - Informando - INFORMÁTICA E O CONHECIMENTO
A necessidade de novos meios de facilitar o conhecimento para melhor compreensão da realidade do mundo.Viver e experimentar a vida. ...
16/11/2005 - Informando - Como vai a inclusão?
As escolas vêem o seu ideal de inclusão sendo frustrado devido ao despreparo dos profissionais de educação e da falta de infraestrutura....
09/11/2005 - Informando - Professores a beira de um ataque de nervos!!!
Mediante a tantos acontecimentos, o profissional da educação fica com seu lado emocional muito abalado....
09/11/2005 - Informando - Transmitir dados é educar?
A educação é muito mais que transmitir dados, portanto a escola não está conseguindo desempenhar funções essenciais como formar cidadãos para conviver em harmonia com a comunidade em que vive. ...
09/11/2005 - Informando - Integrando a sociedade aos novos modelos educacionais
Compreende-se a necessidade de todo cidadão brasileiro possuir acesso a educação. Dentro desta perspectiva, novos métodos no sitema educacional , permitem ao aluno concluir seus estudos, contando também para o nível superior. Desta forma, acredita-se que no Brasil, os índices voltados a educação, venham apresentar uma nova postura para o sécul...
09/11/2005 - Informando - o novo milênio para o Educador
O perfil do Profissional do em ensino não muda porque estamos entrando num novo milênio, mas pelo imperativo das inovações em todas as áreas do saber, do fazer, do ser e da tecnologia. Somos impelidos também pela força da nova LDB 9394/96 que propõem uma revolução no Ensino Básico, desde a Educação Infantil, passando pelo Ensino Fundamental e culmi...
09/11/2005 - Informando - Ética na éducação!!!
Estamos assistindo hoje à uma dramática inversão de valores; mentiras são tomadas por verdades, e verdades por mentiras. O que fazer? Qual o nosso papel como educadores? ...
09/11/2005 - Informando - O uso ou não da calculadora.
O uso da calculadora no ensino de matématica no Ensino Fundamental e Médio, não assegura o sucesso na aprovação dos educandos, todo trabalho deve ser vinculado ao desenvolvimento dos contéudos....
09/11/2005 - Informando - A LINGUAGEM QUE ATRAPALHA!
Nem sempre o que aparece na TV está certo....
09/11/2005 - Informando - Nova Friburgo: Repensando a educação.
Nova Friburgo faz uma releitura do desempenho da Educação no Município. ...
09/11/2005 - Informando - Como vai o ensino das escolas públicas no seu município?
Hoje, a escola pública encontra-se numa situação muito delicada. Muitos alunos estão concluindo o 1º segmento do Ensino Fundamental - antiga 4ª série - sem saberem ler e escrever. Fato que não pode passar em branco, pois é um dos nossos primeiros direitos, o acesso à Educação de qualidade. Afinal, onde está a qualidade deste ensino?...



Capa |  Educação  |  Generalidades
Busca em

  
26 Notícias